sábado, outubro 04, 2008

Shuva Israel

Shuva Israel - Volta, ó IsraelEsta Haftará é lida no Shabat que cai entre Rosh HaShaná e Yom Kipur.

14
Volta, ó Israel, para o Eterno teu Deus, pois caíste pela tua iniqüidade. Tomai convosco palavras e voltai para o Eterno; dizei-lhe: Perdoa toda a iniqüidade e aceita em troca o que é bom; assim ofereceremos, em lugar de novilhos, as preces dos nossos lábios. A Assíria não nos salvará; não montaremos em cavalos nem diremos mais à obra das nossas mãos: Tu és nosso deus; porque só em Ti o órfão alcançará piedade. Curarei a sua apostasia, amá-los-ei voluntariamente, porque a Minha ira se afastou deles. Serei para Israel como o orvalho; ele brotará como a rosa e lançará as suas raízes como as do Líbano. Estender-se-ão os seus ramos, e a sua formosura será como a da oliveira, e a sua fragrância como a do Líbano. Os que se abrigavam à sua sombra voltarão; se vivificarão como o cereal e florescerão como a videira, e a sua fama será como a do vinho do Líbano. Quando Efráim disser: Que tenho eu mais com os ídolos? Eu lhe responderei, e cuidarei dele. Eu sou como o cipreste verde; de Mim provém o teu fruto. Quem é sábio que entenda estas coisas, quem é inteligente que as saiba. Que os caminhos do Eterno são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores tropeçarão, porque não andaram neles.

Os Sefaradim continuam com “Quem, ó Deus...”, mais adiante.
Os Ashkenazim prosseguem até “jamais será envergonhado”.

2 E o Eterno elevou Sua voz diante de Seu exército, porque era muito grande Seu acampamento e poderoso ao cumprir Sua palavra, pois grande é o dia do Eterno e muito temível; e quem poderá suportar? Agora também, diz o Eterno, voltai a Mim de todo vosso coração, com jejum, pranto e lamentação; rasgai vossos corações, mas não vossas roupas, e voltai ao Eterno, vosso Deus, porquanto Ele é misericordioso e piedoso, tardio em irar-Se e grande em benignidade, que reconsidera sobre o mal. Quem sabe Ele Se volte e reconsidere, e deixe atrás de Si uma benção, uma oferta e uma libação para o Eterno, vosso Deus. Tocai o Shofar em Tsión, promulgai um jejum, proclamai uma assembléia solene. Reuni o povo, congregai a assembléia, ajuntai os anciãos, reuni os filhinhos e os que mamam no peito; saia o noivo da sua recâmara e a noiva do seu tálamo. Chorem os sacerdotes, ministros do Eterno, entre o pórtico e o altar, e digam: Apieda-Te de Teu povo, ó Eterno, e não entregues a Tua herança ao opróbrio, para que as nações façam escárnio dele. Por que hão de dizer entre os povos: Onde está o Seu Deus? Então, o Eterno terá zelo por Sua terra, e Se compadecerá do Seu povo. E o Eterno responderá, e dirá ao Seu povo: Eis que vos envio o grão, o mosto e o azeite, e deles sereis fartos, e não vos entregarei mais ao opróbrio entre as nações. E o gafanhoto que vem do norte, Eu o removerei para longe de vós, e lançá-lo-ei numa terra seca e deserta; a parte da frente da nuvem de gafanhotos, lançá-la-ei para o mar oriental (mar Morto), e a parte posterior dela, para o mar ocidental; e subirá o seu mau cheiro e subirá o seu fedor; porque fez grandemente mal. Não temas, ó terra! Regozija-te e alegra-te, porque o Eterno fez grandes coisas. Não temais, animais do campo, porque os pastos do deserto reverdecerão, porque o arvoredo dará o seu fruto e a figueira e a videira produzirão com vigor. E vós, filhos de Tsión, regozijai-vos e alegrai-vos no Eterno, vosso Deus, porque Ele vos dará a chuva na justa medida, e vos fará descer a chuva, a temporã e a serôdia, como outrora. E as eiras se encherão de trigo, e os lagares transbordarão de mosto e de azeite. E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto, a locusta que rói a verdura, a que rói o grão e a que rói as frutas, os quais são o Meu grande exército, que enviei contra vós. E comereis abundantemente até fartar-vos, e louvareis o nome do Eterno, vosso Deus, O qual obrou para convosco maravilhosamente; e o Meu povo jamais será envergonhado. E vós sabereis que Eu estou no meio de Israel, e que Eu sou o Eterno, vosso Deus, e não há outro; e o Meu povo jamais será envergonhado.

Os Ashkenazim encerram aqui. Os Sefaradim continuam:

7 Quem, ó Deus, é semelhante a Ti, que perdoas a iniqüidade, e passas sobre a transgressão dos que restam de Tua herança! Ele não detém a Sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia. Tornará a ter compaixão de nós; segurará com força as nossas iniqüidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar. Torna realidade o que prometeste a Jacob, pois isto é a recompensa da bondade de Abrahão, que juraste a nossos pais desde os dias antigos.

Torá, A Lei de Moisés, pág. 598.
Ashkenazim: Oséias 14:2-10 e Joel 2:11-27 / Sefaradim: Oséias 14:2-10 e Miquéias 7:18-20

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO