sexta-feira, junho 25, 2010

A santificação é sinergística?

Estava lendo uma Teologia Sistemática e, em determinado momento, o autor diz que Deus e o homem cooperam na santificação. Isso está certo?

De certa forma, ele está certo. Tanto na regeneração como na justificação, nós somos totalmente passivos (as duas são uma obra monergística de Deus). Não fazemos exatamente nada. No entanto, na santificação nós não somos passivos, pois cooperamos (é uma obra sinergística).

Também sabemos que a santificação é progressiva (é a vida cristã em si), ao contrário da justificação e da regeneração, que são instantâneas.

Entretanto, apesar de nós cooperarmos com Deus, em um certo sentido, vemos que mesmo nosso querer e o efetuar são controlados por Ele.

A Bíblia manda que eu desenvolva a minha salvação pelo fato de Deus gerar em mim o querer e o efetuar. Ele causa em mim desejos e me faz efetuar algo santo, mas mesmo assim eu não me sinto como uma marionete: eu tomo decisões e me esforço. 'Ainda que a santificação seja em si mesma soberanamente controlada por Deus (Fp. 1:6; 2:13), Ele nos faz 'desenvolver a nossa salvação' (2:12) por meio de uma luta para a qual estamos atentos e um processo do qual estamos conscientes” (Cheung).

A glória na nossa santificação é toda dEle.

Veja o excelente texto A gloriosa obra da santificação

Saulo R. do Amaral

6 Comentários:

Eliel Vieira disse...

Desculpe,

Mas não acho que sua resposta faz sentido. Você diz que eu devo cooperar, mas diz que a minha decisao de cooperar (querer) quanto a execução desta cooperação (efeturar) são gerados por Deus, então a causa efetiva de tais ações é Deus, não eu.

Uma pergunta simples cabe aqui: eu sou livre para para escolher efetuar esta cooperação com Deus?

Se sim, há sinergismo, então eu sou responsável pelas minhas ações por ser a causa efetiva delas. Se não, então não há sinergismo, e o responsável por tudo (até pela minha negação à cooperação), é Deus.

Paz

Eliel
www.elielvieira.org

Saulo R. do Amaral disse...

Sim, na verdade Deus é soberano sobre tudo. E a Bíblia deixa claro que Ele efetua em nós tanto o querer quanto o efetuar, logo depois de dizer que devemos desenvolver a nossa salvação. Se você discorda de mim, gostaria que explicasse esse versículo melhor.

Eu sou livre para efetuar essa cooperação com Deus? O que você quer dizer por "livre"? Livre de Deus? Livre no sentido de não haver coerção física? Se for a segunda alternativa, eu digo que sim. Deus implanta em nós o desejo para que obedeçamos seus mandamentos. Nesse sentido, fazemos aquilo que queremos, porque o querer é gerado em nós por Deus. E mesmo o efetuar vem dEle. Veja Ez 36:

"E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne.

E porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis."

Você diz ser responsável por suas ações por ser a causa efetiva dela. Gostaria que você embasasse isso biblicamente.

Eu deixei claro em que sentido cooperamos com Deus. E essa é a linguagem bíblica. A mesma Bíblia que diz que somos cooperadores com Deus diz que Ele gera em nós o querer e o efetuar. A mesma Bíblia que ordena que nos arrependamos diz que é Deus quem concede o arrependimento. A mesma Bíblia que diz que devemos ter fé diz que a fé é um dom de Deus. A graça de Deus é a causa da nossa santificação.

Vemos isso exemplificado no exemplo de Paulo, que diz "... antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus que está comigo” (1Co 15:10).

Eliel Vieira disse...

Volto à questão: Se eu estou postando aqui, estou postando porque evetivamente eu escolhi assim agir ou porque Deus determinou isto?

Se sua resposta for a segunda opção, então eu não sou responsável pelo meu ato, e sim Deus.


Eliel

Jovem Resoluto e Reformado disse...

Eliel, você postou aqui por que você quis. Mas ao mesmo tempo Deus decidiu com antecipação que se daria assim. Você poderia ter decidido a não postar, e Deus haveria decidido antecipadamente que fosse assim.

Muita gente faz uma salada terrível com essas coisas. Elas realmente não fáceis de digerir, admito. Eu mesmo tenho de estudar muito. Todas as ações são predeterminadas por Deus de forma que Deus não é causador do pecado, nem tenta ninguém. As nossas ações são livres, mas ao mesmo tempo elas são prefixadas. Deus está acima do tempo, para ele é possível, você ser livre e ao mesmo tempo ele já ter decidido o que vai acontecer.

Se faz uma lambança na questão da livre agência. Somos livres para fazer o que quisermos. Agora a nossa natureza, sim, ela é escrava.

Emerson Cost4ntini
cost4ntini.wordpress.com

Saulo R. do Amaral disse...

"Volto à questão: Se eu estou postando aqui, estou postando porque evetivamente eu escolhi assim agir ou porque Deus determinou isto?"

Porque Deus determinou que você fizesse isso. Nenhuma força te coagiu fisicamente a fazer isso, mas Deus, que é a causa de todas as coisas, determninou que assim fosse. Outra: rebata meus argumentos anteriores de preferência com versículos bíblicos. Havia alguma possibildiade de Cristo não ter sido cruficicado do jeito como foi, como Atos 4 diz? Pilatos podia simplesmente decidir não fazer o que fez? Os judeus podiam simplesmente se arrepender e não cruficarem a Cristo?

Tiago 4. "Se Deus quiser, faremos isso ou aquilo...". Se Deus quiser, o Eliel vai digitar essa resposta no site Otdx. Você nega que, porque Deus quis, você digitou essa mensagem? Se sim, Tiago diz que vc é arrogante. Há tempo de vc mudar esse pensamento mundano.

"Se sua resposta for a segunda opção, então eu não sou responsável pelo meu ato, e sim Deus."

Por quê? Qual a base para tal afirmação? Tua mente corrompida ou a Palavra infalível? Deus ordena que o homem obedeça a Sua Lei, mas, no entanto "a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser.". Somos responsáveis justamente porque Deus é soberano. A Bíblia claramente ensina que reponsabilidade não pressupõe liberdade.

Jair Kunzler disse...

Eliel, seguindo o teu raciocínio, gostaria que você respondesse essa pergunta:
Eu peco porque eu quero, ou porque Deus me fez pecar?

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO