segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Oremos pela Índia

Perseguição na índiaA população cristã da Índia está alarmada com algo que está acontecendo num estado chamado Orissa. No dia 23 de agosto um líder religioso hindu foi assassinado e como ele pregava “anti-conversão”, seus seguidores imediatamente começaram a acusar cristãos de terem assassinado o homem. Dois dias depois de sua morte um grupo maoísta assumiu o assassinato, mas já era tarde demais. Os hindus já tinham começado a perseguir os cristãos. Casas foram queimadas assim como quatro hospitais e um orfanato cristão. Nos jornais nacionais a informação dada é que os cristãos estão escondidos no mato desde então. A informação que nós temos e que são de fontes seguras é que os hindus estão matando pessoas, queimando casas e pessoas, estuprando mulheres, perseguindo o povo até mesmo dentro da mata. Milhares de cristãos estão abrigados em lugares de refúgio do governo.


No dia seis de Setembro um pastor em Orissa, junto com outros dois, foram assassinados e esquartejados.



Este problema em Orissa desencadeou uma série de perseguições em outros lugares. Quarta-feira, uma igreja foi queimada no estado de Madhia Pradesh e no mesmo dia dois pastores foram presos em Karnataka. Neste exato momento, enquanto eu escrevo este e-mail, estou sentada na frente da televisão vendo sobre as explosões de ontem e a repórter acabou de informar que 9 igrejas foram atacadas na cidade de Bangalore (no mesmo estado de Karnataka) durante os cultos desta manhã. Parece que este sentimento anticristão está se espalhando pela nação. (Informações prestadas por missionários em outro país).

Rev. George Alberto Canêlhas

Para ver mais notícias e fotos, clique aqui.

1 Comentário:

Telma disse...

Recebi esta triste notícia via e-mail somente sábado (27/09). Nossa igreja aqui em São Sebastião/SP está unida no Clamor pela Índia.
Oramos, inclusive, para que essa realidade seja revelada nos noticiários aqui em nosso país. Os seguidores de Cristo da nação brasileira precisam despertar para este fato e intercedermos, no nome de Jesus.

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO