sexta-feira, abril 29, 2011

7 Princípios de Finanças

Por Jim e Pam Elliff.

Uma das mais notáveis diferenças entre o crente e o mundo no qual ele vive é esta: a maneira incomum como ele lida com o dinheiro e os bens materiais. No entanto, até crentes sérios resistem aos aspectos aparentemente extremistas no ensino e estilo de vida de Cristo e dos líderes da igreja do Novo Testamento. Podemos imitar este estilo de vida do Novo Testamento em nossos dias?

Este esboço oferece ao crente zeloso alguns princípios-chaves que o preparam para um comportamento financeiro sobrenatural, diferente do comportamento do mundo. Separe algum tempo para ler os textos bíblicos sozinho ou, se casado, com a sua esposa. Medite sobre a atitude de obediência a ser praticada em cada área mencionada. Em seguida, descreva o que você aprendeu. Só há uma coisa a fazer, depois desta meditação... obedecer!

O princípio do não apegar-se

Não comprarei nem receberei nada do que eu não possa abrir mão. “Então, lhes recomendou: Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui” (Lc 12.15).
Lucas 12.32-34; Lucas 16.13-25; 1 João 2.15-17
O que devo fazer para obedecer a estes versículos?

O princípio da liberdade

Não deverei nada a ninguém, exceto o amor. “A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros; pois quem ama o próximo tem cumprido a lei” (Rm 13.8).
Prov. 22.7
O que devo fazer para obedecer a este versículo?

O princípio da liberalidade

Procurarei, constantemente, oferecer bens para a glória de Deus. “Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários, pedindo-nos, com muitos rogos, a graça de participarem da assistência aos santos. E não somente fizeram como nós esperávamos, mas também deram-se a si mesmos primeiro ao Senhor, depois a nós, pela vontade de Deus” (2 Co 8.3-5).
2 Coríntios 9.7; Lucas 6.38.
O que devo fazer para obedecer a estes versículos?

O princípio da recordação

Manterei registros exatos da maneira como Deus lida comigo no aspecto financeiro, a fim de mostrar aos outros que Deus responde a oração e supre as necessidades de seu povo. “Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mt 5.16).
Provérbios 27.23-27
O que devo fazer para obedecer a estes versículos?

O princípio da segurança

Economizarei e investirei somente se Deus me guiar a fazê-lo, reconhecendo que abrirei mão de tudo ante à sua mais tênue orientação. “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam” (Mt 6.19, 20).
Provérbios 28.8; 1 Timóteo 6.9-11
O que devo fazer para obedecer a estes versículos?

O princípio da compaixão

Não orarei em favor das necessidades financeiras de um irmão, se eu não estiver disposto a ser o instrumento que Deus usará para satisfazer tal necessidade, se Ele o quiser. “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos. Ora, aquele que possuir recursos deste mundo, e vir a seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o seu coração, como pode permanecer nele o amor de Deus? Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade” (1 Jo 3.16-18).
Tiago 2.15-17; Lucas 6.30, 38; 2 Coríntios 9.6-15; Provérbios 28.27.
O que devo fazer para obedecer a estes versículos?

O princípio do contentamento

Ficarei contente com tudo o que Deus se agradar em prover-me, quer seja muito, quer seja pouco. “Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece”(Filipenses 4.11-13).
Provérbios 30.7-9; Mateus 6.24-34; 1 Timóteo 6.8
O que devo fazer para obedecer a estes versículos?


Fonte: Revista Fé Para Hoje nº 36.

terça-feira, abril 26, 2011

Repartindo com oito

Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás. Reparte com sete, e ainda até com oito, porque não sabes que mal haverá sobre a terra. (Eclesiastes 11:1-2)

Vi um homem acumulando seus tesouros, construindo celeiros maiores, enchendo de coisas o seu cofre de segurança e se preocupando com os seus investimentos. O desastre veio e ele perdeu tudo, porque tinha tudo a perder. Ele não tinha nem três consoladores [Ref. a Ecl. 4.1].

Vi um homem distribuindo seu dinheiro com liberalidade, esvaziando seus celeiros e dando seus investimentos para a caridade. O desastre veio e ele não perdeu nada, pois não tinha nada a perder. E ele foi acolhido nas moradas eternas.

Peter J. Leithart

Traduzido por Saulo Rodrigo do Amaral

Artigo original aqui.

terça-feira, abril 19, 2011

Anda pelos caminhos do teu coração


Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo. (Eclesiastes 11:9)

Que tipo de orientação devemos dar para as nossas crianças? Nós geralmente focamos exclusivamente em todas aquelas coisas que eles não podem fazer. Essa abordagem é perfeita, especialmente para as crianças mais novas. Afinal, nós adoramos e servimos a um Deus cujas primeiras palavras para o recém-nascido Israel foram “Não terás, não farás...”.

No final de Eclesiastes, Salomão oferece um tipo diferente de orientação. Falando especificamente aos jovens, ele incita-os a regozijarem-se, a deixarem que seus corações estejam alegres, e a seguirem os seus desejos durante os vaporosos dias da juventude.

Salomão não está incitando os jovens a cederem ao pecado. Mas ele dá, relativamente, poucos limites. Lembre-se de que você morrerá e de que sua vida é um vapor. Lembre-se do seu Criador, o Deus onipotente e generoso que fez você e deu a você todas as coisas. Lembre-se de que Deus trará tudo o que você faz a julgamento. Lembre-se dessas coisas, Salomão diz, e siga os desejos do teu coração.

Nós, como pais, estamos ansiosos que nossas crianças fujam do pecado, então nós nos refreamos de dar esse tipo de permissão. Mas se os corações de nossas crianças estão atentos à brevidade da vida e ao julgamento vindouro, então encoraje-os a “andar pelos caminhos do teu coração”. Se a visão do mundo deles é moldada por uma percepção profunda do seu Criador, então não se preocupe em dizer-lhes para “seguir pela vista dos teus olhos”.

De qualquer forma, ensine às suas crianças os 10 mandamentos e todos os outros “ Não deverás” da Escritura. Mas não negligencie o ensino de Salomão: ensine suas crianças que elas são criaturas de um Criador amoroso; ensine-os a respeito da morte; ensine-os que Deus é um juiz. Então, deixe-os soltos.

Peter J. Leithart

Traduzido por Saulo Rodrigo do Amaral

Artigo original aqui.

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO