quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro

Porque, falando [os falsos mestres] coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro, prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo. Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro. (2 Pedro 2:18-20)

"Alguns homens, que não são renovados salvificamente no espírito da sua mente, são, por um tempo, poupados das depravações do mundo pelo conhecimento de Cristo. A educação religiosa restringiu muitos dos que a graça de Deus não renovou. Se recebemos a luz da verdade e temos um conhecimento formal de Cristo em nossa cabeça, isso pode ser de algum benefício para nós; mas precisamos receber o amor da verdade e guardar a palavra de Deus no nosso coração, ou então eles não vão nos santificar nem salvar. (...) Aqueles que por um tempo escaparam das depravações desde mundo são os primeiros a ser pegos e presos em armadilhas pelos falsos mestres, que primeiro desconcertam os homens com algumas objeções plausíveis e ilusórias contra as verdades do evangelho. Assim, os mais ignorantes e instáveis são levados a cambalear e a questionar a verdade e as doutrina que receberam, porque não conseguem resolver todas as dificuldades, nem responder a todas as objeções que são levantadas por esses enganadores. (...) Quando os homens estão presos em armadilha, são facilmente vencidos; por isso, os cristãos devem manter-se próximos da palavra de Deus, e vigiar contra os que tentam desconcertá-los e confundi-los, e isso porque, se os homens que uma vez escaparam das armadilhas '... forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro'".

Matthew Henry

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO