quinta-feira, outubro 22, 2009

Onde está o poder?

Recentemente, ouvi um sermão sobre a abordagem bíblica ao crescimento da igreja por John MacArthur. Ele insistiu que os métodos de crescimento de igreja que são baseados em teorias de negócio e marketing são perversos e destrutivos. Antes, ele propôs que os cristãos deveriam retornar a Atos dos Apóstolos, visto que ali o método modelado pelos primeiros discípulos é apresentado. Ele não se referia a algum modelo do Novo Testamento num sentido geral, mas foi inflexível que devemos seguir o Livro de Atos.

Então, no curso do sermão, ele ofereceu cinco princípios que tinha derivado: A igreja primitiva tinha 1) Uma mensagem transcendente, 2) Uma congregação regenerada, 3) Uma perseverança resoluta, 4) Uma pureza evidente, e 5) Uma liderança qualificada. Contudo, qualquer expositor honesto deveria ter adicionado, 6) Um ministério de falar em línguas, curar coxos, ressuscitar mortos, expelir demônios, destruir mentirosos, romper prisões, sacudir casas, amaldiçoar feiticeiros, ter visões, predizer o futuro e realizar milagres. Todas essas coisas são registradas no Livro de Atos, não são?

Sem dúvida, eu não esperava que MacArthur se embaraçasse com a verdade. Sabendo que ele é um cessacionista extremo, esperava uma menção desse item antes de rejeitá-lo, mas nada foi dito. Ele nem mesmo o mencionou. Mas eu pensei que deveríamos retornar ao padrão no Livro de Atos. Qual Livro de Atos ele estava lendo? Esse é o campeão da pregação expositiva que tantos cristãos adoram? Mas eu pensei que a pregação expositiva compeliria o pregador a abordar tópicos com os quais ele não se sente confortável, e apresentar o que ele poderia achar difícil de aceitar. O que aconteceu com isso?

(...)

Jesus disse que receberíamos poder quando o Espírito Santo viesse sobre nós. Assim, onde está o poder? Você que não acredita na continuação dos dons sobrenaturais: Você diz que tem o Espírito, que todos os crentes têm o Espírito, mas onde está o poder? Seu hipócrita – você finge ter isso redefinindo o conceito. E você que crê na continuação dos dons sobrenaturais: Você alega ter o Espírito, mas onde está o poder? Seu hipócrita – você insulta o Espírito implementando um padrão baixo, de forma que as falsidades e os excessos são numerados juntamente com o que é genuíno, se é que há manifestações de fato genuínas entre vocês. Quando Elias desafiou os falsos profetas, ele não tornou isso fácil para si mesmo ou para o Senhor. Ele não derramou gasolina nos sacrifícios, mas derramou muita água. Ele era da opinião que se Deus não fizesse isso, então que não fosse feito, mas se Deus fizesse, então que não houvesse dúvida que foi um milagre do Senhor, e não dos esquemas e artimanhas dos homens.

Vincent Cheung

Disponível no
site Monergismo

Obs: É claro que o autor não concorda com os dons do jeito que são praticados hoje na maioria das igrejas, principalmente nas neo-pentecostais. No entanto, essa distorção dos dons por parte da maioria das pessoas não invalida a continuação genuína dos dons sobrenaturais do Espírito. Para ler mais sobre a opinião do autor, leia o livro Cura Bíblica.

3 Comentários:

Jair Kunzler disse...

Realmente é bastante curiosa essa posição do John MacArthur, sendo cessacionista... mas eu tive que baixar minha cabeça e clamar por misericórdia... "se somos cheios do Espírito Santo, onde está o poder?" e onde está a manifestação desse poder divino? Que Deus nos purifique da nossa escória!!!! misericórdia.

Saulo R. do Amaral disse...

Bem nessa, Jair. OInde está o poder? Deus tenha misericórdia.

Elizeu Rodrigues disse...

Há os que falam mau do Apóstolo Valdemiro Santiago em minha igreja AD. Mas lá ocorrem curas, libertações. Eu, criado desde criança em igreja AD pentecostal, jamais, em 37 anos, vi alguém ser curado na hora, de cegueira, deficiência, etc.

Contudo, com minha pequeníssima fé, orei e uma criança foi curada instantâneamente, isto a dois meses. Jamais havia visto algo assim, mas Deus quer que façamos milagres em nome de Jesus, não apenas falar que os apóstolos faziam. "Tudo quanto pedirdes em meu nome Ele conceda (Jo 15.16)"

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO