terça-feira, maio 26, 2009

A importância das ferramentas de estudo da Bíblia

Está se tornando cada vez mais comum ouvir pessoas dizerem, o tempo todo: "Não leio comentários a respeito da Bíblia. Limito meu estudo à própria Bíblia". Isso talvez pareça muito piedoso, mas é realmente piedoso? Não se trata de presunção? Os escritos de homens piedosos que nos foram legados não têm qualquer valor para nós? Aquele que ignora ferramentas de estudo pode entender a Bíblia tão bem como alguém que está familizarizado com o ensino de outros mestres e pastores piedosos?

Certo manual de hermenêutica responde assim a essa pergunta:

Suponha que selecionamos uma lista de palavras e perguntamos a um homem que alega poder ignorar a sabedoria piedosa da erudição cristã se ele é capaz de oferecer, com base em sua própria alma e como fruto de suas orações, o significado ou a relevância de palavras como Tiro, Sidom, Quitim, Sior, Micmás, geba, Anatote, Laís, Nobe e Galim. Ele perceberá que o único esclarecimento que pode obter a respeito dessas palavras provém de um comentário ou de um dicionário da Bíblia.

Essa é uma boa resposta, que revela a tolice de pensar que o estudo objetivo é desnecessário. Aquele que não é estudante diligente não poderá ser um intérprete acurado da Palavra de Deus. As Escrituras indicam que essa pessoa não é aprovada por Deus e deve sentir vergonha de si mesma (2Timóteo 2.15).

John MacArthur, em A guerra pela verdade, p. 242

1 Comentário:

Elder Sacal Cunha disse...

Parabéns pelo blog adicionei seu banner no meu
conto com a parceria

Http://eldersacalcunha.blogspot.com
Elder cunha

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO