terça-feira, março 03, 2009

Os decretos de Deus

A Escritura muitas vezes fala dos decretos de Deus, que é a Sua soberania, as determinações eternas de tudo o que é, do que foi, e do que será na criação, na história, e na salvação. Mas, de fato, estão predeterminadas todas as coisas?

A Escritura ensina de modo muito claro que Deus preterminou tudo. Ele decretou:


* A terra e os seus fundamentos (Pv 8:29).
* O mar e os seus limites (Jó 38:8-11).
* A chuva (Jó 28:26).
* O sol, a lua e as estrelas (Sl 148:3-6).
* O tempo e os períodos da história (Is 46:9-10).
* As fronteiras e as diferenças étnicas das nações (At 17:26).
* O nosso nascimento e carácter (Sl 139 15-16).
* O curso da vida (Jr 10:23), cada pensamento e palavra (Pv 16:1).
* O poder e a autoridade dos homens, bem como a sua incredulidade (Êx 9:16).
* A impiedade dos homens (1 Pe 2:8), incluindo a maldade daqueles que crucificaram Cristo (At 4:24-28).
* A vinda do reino anticristão (Ap 17:17).
* A condenação dos ímpios (Mt 26:24-25; Rm 9:22).
* O julgamento dos anjos caídos (Jd 6).
* O fim de todas as coisas (Is 46:10).
* O nascimento (Sl 2:7-8), a vida (Lc 22:22) e a morte (Ap 13:8) de Cristo.
* Cada parte da salvação, incluindo o chamado (Rm 8:28), a fé daqueles que creêm (At 13:48), a justificação (Rm 8:30), a adoção (Ef 1:5), a santidade e as boas obras (Ef 1:3-4; 2:10), e a herança da glória (Ef 1:11).
* Todas as coisas no céu, na terra e no inferno (Sl 135:6-12).

É possível que seja difícil para um crente aceitar este ensino. Entretanto, isto significa para outros que para o crente não são os ímpios, nem os demônios, mas apenas Deus está no controle de tudo o que existe.

Isto significa que nada acontece por acaso - especialmente que nada ocorre com o povo de Deus que não esteja determinado pelo Seu Pai celestial. Assim, todas as coisas, cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, pois o Seu Pai tudo decretou.

O desconhecimento da soberana determinação de Deus sobre todas as coisas é a razão porque “homens desmaiarão de terror, angústia entre as nações em perplexidade por causa do bramido do mar e das ondas” (Lc 21:26). Sem um soberano Deus decretando, eles são sem esperança (Ef 2:12).

Confessemos diante do mundo que “o nosso Deus está nos céus; tudo faz segundo o Sua boa vontade” (Sl 115:3).

Ronald Hanko em Doctrine according to Godliness
Tradução por Ewerton B. Tokashiki
Fonte: Traductione Reformata
Via: Cinco Solas

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO