quinta-feira, 10 de julho de 2008

A Tempestade

"Estava tudo escuro, exceto onde o relâmpago cortava o céu. O vento sibilava e as águas caíam, diluviais. Que devastação! Mas não demorou muito, os relâmpagos cessaram, os raios silenciaram, a chuva parou, as nuvens se foram com o vento manso e apareceu o arco-íris. Então, durante várias semanas, os campos ficaram cobertos de flores e, por todo o verão, a grama esteve mais verde, os ribeiros mais cheios e as árvores mais frondosas tudo porque a tempestade havia passado por ali."

Theodore Parker
Via: Esther

1 Comentário:

Ronaud Pereira disse...

Belas palavras, que se enquadram nos mais diversos aspectos da nossa vida.

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO