sexta-feira, 18 de abril de 2008

O Kotel

Na alta colina há um velho muro de pé, todo cheio de fendas, de onde sai a erva grossa.
Mas sua força está íntegra,
No coração forte das pedras.

Diante desse velho muro há velhinhos curvados:

Inclinam-se, rezam, choram;
Contam seus lutos e redizem às pedras seu sofrimento ainda recente e vinte vezes secular.

E da extrema altura, sobre o muro arruinado
Nascem raios de sol dourados de piedade;
E o Deus que desce de onde descem as luzes
Consola ao mesmo tempo os velhinhos e as pedras.


Iacov Cohen - "O muro das lamentações"
Poesia de Israel. Trad. Cecília Meireles

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO