terça-feira, 18 de março de 2008

O Cristão vampiro

Alguns anos atrás, A.W. Tozer expressou sua 'sensação de que uma heresia extraordinária se desenvolveu em todos os círculos cristãos - a idéia amplamente aceita de que os seres humanos podem escolher aceitar a Cristo pelo simples fato de precisarem dele como Salvador e de que têm o direito de adiar a obediência que devem a ele como Senhor pelo tempo que desejarem!'. Ele prossegue afirmando que 'a salvação sem obediência é algo desconhecido nas Escrituras Sagradas'.

Essa 'heresia criou a impressão de que é plenamente aceitável ser um 'cristão vampiro'. Na verdade, o que estamos dizendo a Jesus é: 'Gostaria de receber um pouco de sangue, mas não quero ser seu aprendiz nem ter seu caráter. Com licença, mas agora vou prosseguir com minha vida. Vejo você no céu'. Mas será que podemos imaginar que Jesus considera essa abordagem aceitável?

Dallas Willard - A Grande Omissão

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO