sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Adeus às Terras Sombrias

"...Os humanos não conseguiam escutar coisa alguma. Então Aslam voltou-se para eles, dizendo:-- Vocês ainda não parecem tão felizes quanto eu gostaria.-- É que estamos com medo de sermos mandados embora, Aslam! Já fomos mandados de volta ao nosso próprio mundo muitas vezes.-- Não precisam ter medo – disse o Leão. – Vocês ainda não perceberam? Sentiram o coração pulsar forte e uma leve esperança foi crescendo dentro deles.-- Aconteceu mesmo um acidente com o trem – explicou Aslam. – Seu pai, sua mãe e todos vocês estão mortos, como se costuma dizer nas Terras Sombrias. Acabaram-se as aulas, chegaram as férias! Acabou-se o sonho: rompeu a manhã! E, à medida que Ele falava, já não lhes parecia mais um leão. E as coisas que começaram a acontecer a partir daquele momento eram tão lindas e grandiosas que não consigo descrevê-las. Para nós, este é o fim de todas as histórias, e podemos dizer, com absoluta certeza, que todos viveram felizes para sempre. Para eles, porém, este foi apenas o começo da verdadeira história. Toda a vida deles neste mundo e todas as suas aventuras em Nárnia haviam sido apenas a capa e a primeira página do livro. Agora, finalmente, estavam começando o Capítulo Um da Grande História que ninguém na terra jamais leu: a história que continua eternamente e na qual cada capítulo é muito melhor que o anterior."

A Última Batalha – Capítulo 16: Adeus às Terras Sombrias -- As Crônicas de Nárnia.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

  ©Orthodoxia 2006-2017

TOPO